Dicas para aliviar as dores menstruais

Muitas mulheres sofrem de dores menstruais tornando o simples facto de estar em pé, um verdadeiro tormento. É aconselhável desde já consultar um médico, mas existem também alguns truques e remédios caseiros que ajudam a aliviar as dores menstruais.

Embora as dores menstruais ligeiras sejam normais, as dores fortes também chamadas de dismenorreia primária ou cólica menstrual são irritantes e desagradáveis. Acredita-se que são causadas pelo aumento de produção de prostaglandina no útero.

Este tipo de dor não está, normalmente, relacionado com nenhum problema do útero ou da zona pélvica e desaparece à medida que o sangramento menstrual diminui. Mas por ser tão desconfortável, veja o que pode fazer para aliviar as dores menstruais, sobretudo para quem não quer tomar analgésicos, pode recorrer a estas alternativas saudáveis.

Como aliviar as dores menstruais

Reduza o consumo da cafeína: não só está presente no café, mas também no chá, chocolate e alguns refrigerantes, esta pode contribuir para o aumento do desconforto durante o período menstrual. Evite-os uns dias antes da menstruação e durante a menstruação.

Elimine o álcool e produtos diuréticos: é comum que o organismo retenha líquidos durante a menstruação e por isso a ingestão de bebidas alcoólicas só agravará o problema. Por outro lado, os diuréticos, eliminam os líquidos e com eles também muitos minerais importantes, devem ser evitados.

Tome um banho quente com sal: o calor acelera a circulação do sangue e relaxa os músculos, ajudando a reduzir a dor na região pélvica. Encha a banheira com água quente, junte 250ml de sal marinho e 250ml de bicarbonato de sódio e tome um banho relaxante durante cerca de 20 minutos.

Recorra ao saco de água quente: pode também optar por aplicar calor diretamente na na parte inferior do abdómen, logo abaixo do umbigo, colocando um saco de água quente ou uma almofada térmica. Em caso de usar a almofada térmica, é importante não adormecer com ela ligada.

Massagem no abdómen: além do saco de água quente, pode fazer suaves massagens circulares com a ponta dos dedos na área da barriga para aliviar as dores menstruais. Se fizer estas massagens com óleos essenciais, que mais abaixo são recomendados, o efeito é muito melhor.

Prepare um chá: beber líquidos quentes também pode ajudar. Prepare uma mistura de ervas de camomila, erva-cidreira e hortelã, cubra-as com água fervida e beba três a quatro taças por dia. Uma infusão de poejo também ajuda. Mais abaixo encontra as principais ervas medicinais para a preparação de chás para as dores menstruais.

Altere os seus hábitos alimentares: comece por comer poucas quantidades, mas mais vezes ao dia. Aposte numa dieta rica em hidratos de carbono complexos, como cereais integrais (incluindo arroz e massa) e frutas e legumes. Consuma alimentos ricos em cálcio (leite e vegetais de folha escura como brócolos) e magnésio (amêndoas, quinoa, feijão) e em vitaminas do complexo B (bananas, ovos).

Perca peso: para quem tem excesso de peso, perder uns quilinhos pode ser um dos melhores remédios para aliviar as dores menstruais.

Chás para as dores menstruais

Em geral, as seguintes plantas medicinais têm um efeito positivo sobre a menstruação, sendo muito utilizadas nos transtornos menstruais devido à sua ação antiespasmódica: o pé-de-leão (alquemila), a camomila romana, as folhas de framboesa, o funcho, a angélica, a artemísia vulgaris, todas estas ervas medicinais servem para preparar chás para aliviar as dores menstruais.

O chá de hortelã e o chá de mil flores, também demonstraram ser eficazes contra espasmos e dores de estomâgo, frequentemente associadas à menstruação dolorosa. Adicione 2 colheres de chá de ervas para 1 chávena de água acabada de ferver. Deixar em infusão como mínimo 5 minutos. Recomenda-se beber 3 a 4 chávenas por dia.

O gengibre pode aliviar as cólicas menstruais

Vários estudos demonstraram que o gengibre pode aliviar as cólicas menstruais. O gengibre tem efeitos terapêuticos comprovados na redução das prostaglandinas. Tudo isto graças aos óleos essenciais contidos no gengibre (Shoagol, cineol, borneol, linalol, canfeno, felandreno) que têm efeito analgésico e anti-inflamatório. O pó de gengibre pode ser tomado sob a forma de cápsulas ou o ​​gengibre fresco, sob a forma de uma infusão quente.

Posições para aliviar as dores menstruais

Faça alongamentos de yoga, exercício moderado e meditação: a prática regular de caminhadas pode ser um bom começo ou andar de bicicleta ou nadar. Quando a cólica menstrual é mais forte, os alongamentos de yoga podem ajudar imenso. Uma dos mais simples e mais eficazes é ajoelhar-se sentando-se sobre os calcanhares, levar a testa ao chão e esticar os braços. Mantenha-se nesta posição durante alguns minutos e sinta o alívio das dores. A meditação também pode ajudar a diminuir as dores menstruais.

Repouso necessário: as posições mais confortáveis são geralmente na posição horizontal. Quando estiver deitada de barriga para cima mantenha as pernas elevadas com a ajuda de duas almofadas. Se estiver deitada de lado, dobre os joelhos. Estas posições tendem a aliviar as dores menstruais.

Óleos essenciais – períodos dolorosos

Os óleos essenciais representam uma alternativa natural para aliviar as cólicas menstruais. Misture os óleos essências com um óleo vegetal, como por exemplo óleo de amêndoas e faça massagens na parte inferior da barriga, na zona do abdómen, onde está o útero.

  • 2 gotas de óleo essencial de cipreste
  • 2 gotas de essencial de sálvia
  • 2 gotas de manjericão exótico

Misture estes óleos essenciais como uma colher de sopa de um óleo vegetal e faça massagens no abdómen em  movimentos circulares no sentido. A sua posição deve ser deitada e deixe-se ficar pelo menos 15 a 20 minutos e relaxe, antes de levantar-se.

Outro remédio natural para as dores do período é o seguinte:

  • 1 colher de chá de óleo de amêndoa
  • 2 gotas de óleo essencial de ylang-Ylang
  • 2 gotas de óleo essencial de camomila romana
  • 2 gotas de óleo essencial estragão

Preparação – misture os óleos essenciais – ylang-ylang, camomila romana, estragão – numa colher de chá de óleo de amêndoas ou outro óleo vegetal. Faça massagens na barriga ao acordar, ao meio-dia, à tarde e antes de ir para a cama.

Um banho relaxante para aliviar a dor: misture 5 gotas de óleo essencial ylang-ylang e 2 gotas de óleo essencial de neroli (óleo de flor de laranjeira) na água do banho.

Atenção: os óleos essenciais não devem ser usados ​​durante a gravidez. Os portadores de alergias devem primeiro determinar se podem tolerar o óleo.

O que mais pode fazer

O défice de magnésio pode estar a contribuir para as cólicas menstruais. Se faltar magnésio, as contrações dos músculos do útero- e, portanto, a dor – duram mais tempo. Deve, portanto, ingerir uma dieta saudável ou corrigir uma possível deficiência. Isto significa que para além de ter de satisfazer as necessidade diárias de magnésio, através de alimentos que o contenham como nozes, bananas, germe de trigo, legumes e arroz integral, pode ser necessário um suplemento de magnésio.

Se houver falta de magnésio no corpo, há também uma deficiência de vitamina B6, porque esta vitamina precisa do magnésio para a sua absorção. Um suplemento de vitamina B6 pode ser uma solução, mas também pode ser encontrada em alimentos ricos em vitamina B6 como bananas, nozes, sementes de girassol, grão de bico, lentilhas ou soja. Cabe referir ainda que a combinação de magnésio e vitamina B6, não só ajuda no alivio das cólicas menstruais, mas também contra as enxaquecas.

ATENÇÃO: O nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Deve sempre consultar um médico ou um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.