Tratamento natural da psoríase

O tratamento natural da psoríase pode ser uma medida, não para acabar definitivamente com esta doença, mas para, pelo menos, trazer algum alivio. A psoríase é uma doença de pele muito comum e que afeta cada vez mais pessoas, por isso, há que escolher a forma certa para a tratar. Esta doença é crónica e ataca entre os 30 e os 50 anos, evoluindo através de surtos. Carateriza-se por lesões cutâneas avermelhadas, que causam bastante comichão e pela escamação da pele. As áreas dos cotovelos, do couro cabeludo e dos joelhos são as mais afetadas.

Qual a origem da psoríase

Diagnosticar esta doença é muito simples, já que as placas que se forma na pele existem apenas quando há um surto de psoríase. A sua origem é principalmente genética, mas há fatores externos que podem desencadear esta doença. Queimaduras solares, picadas de insetos, infeções na pele e na garganta, demasiado stress, obesidade, consumo de álcool e de tabaco e o tempo frio podem ser os responsáveis pelo aparecimento deste problema cutâneo. Por isso, evitar este tipo de problemas vai ajudá-lo a prevenir-se da psoríase.

Tratamento natural da psoríase

Apesar de ser um problema crónico, o tratamento para a psoríase pode trazer um alivio dos sintomas. Isto porque há uma lista de recomendações que pode seguir. Uma das técnicas mais simples é ter um cuidado diário com a sua pele: passe óleo de amêndoas doces ou óleo de argão nas feridas. A vitamina E destes óleos vai ajudar a cicatrizar as feridas e a aliviar o incómodo.

Utilize os produtos suaves com extratos de planta como o jasmim ou a camomila. Aliás, as propriedades da camomila são boas aliadas no tratamento natural da psoríase, por isso, aposte em cremes com esta planta. Os cremes gordos ou as pomadas hidratantes como a vaselina são as ideais para as peles afetadas com este problema. Tente manter a pele o menos seca possível, pois a pele seca favorece o desenvolvimento de psoríase.

Esqueça os sabonetes agressivos e com cheiro e opte por um sabonete neutro, assim como o champô. Para tratar a psoríase do couro cabeludo, os champôs com alcatrão de carvão são os mais recomendados. Cada aplicação deve durar 10 minutos. Se ocorrer melhoria, usar alternadamente com um champô normal, de modo a evitar que o couro cabeludo se acostume e deixe de ser eficaz.

Para além destes cuidados, há ainda algumas receitas antigas que ajudam a aliviar o incómodo da psoríase.

Banhos para aliviar a psoríase

Tomar um banho pode ser benéfico para a sua pele, no entanto, o banho não deve ser muito frequente e não deve durar muito tempo, pois isso resseca a pele. Depois de colocar os sais de banho, preferentemente sal do mar, como indicado abaixo, certifique-se que a temperatura da água não está muito quente. Finalmente, quando sair do banho não se limpe com uma toalha, deixe-se secar ao ar livre. Hidrate imediatamente a pele depois de seca. Estes banhos ajudam a aliviar e a remover as escamas:

  • O sal marinho tem propriedades antioxidantes e pode ser usado num banho calmante. Misture 250 gramas de sal numa banheira com água morna, banhe-se durante 20 minutos e não utilize outros produtos. Muito popular são também os banhos enriquecidos com sal do Mar Morto.
  • Banho de farinha de aveia: um remédio maravilhoso para a psoríase é farinha de aveia, que ao ser adicionada à água do banho, traz um alivio imediato da comichão. Para preparar um banho simplesmente esmague num liquidificador a aveia e em seguida adicione à água do banho.
  • Outo tratamento natural da psoríase é um banho tíbio com vinagre de cidra. A acidez do vinagre ajuda a neutralizar a acidez da pele e reduz a comichão, por isso utilize-o em vez do sal, se assim preferir. Mas cuidado, que pode arder.

Outros remédios para tratar a psoríase

Para além dos banhos, outras opções de tratamento podem revelar-se de grande ajuda:

  • O aloé vera é um bom cicatrizante de feridas, mas também pode ser consumido através de medicamentos.
  • O agrião, com a sua capacidade depurativa, também pode ser utilizado. Deve consumir o agrião de várias formas: saladas, batidos ou refugados.
  • A exposição ao sol traz também bons resultados, pois permite que em 80% dos casos, melhore o estado da psoríase. Parece, no entanto, que em menos de 10% dos casos, a exposição ao sol agrava a doença. A exposição ao sol deve ser feita sem protetor solar, para surtir efeito. Por isso, é importante expor-se ao sol de manhã antes das 11 h ou ao fim da tarde depois das 17 horas, para evitar os efeitos prejudiciais do sol.

Outra medida que convém fazer é a alteração de alguns hábitos alimentares.

Uma má alimentação agrava a psoríase

Perante casos de psoríase, é altamente recomendável, fazer uma alimentação com ação anti-inflamatória. O consumo de açúcar, produtos de farinha branca, proteína animal e produtos refinados, são os principais inimigos a combater, quando o objetivo é tratar a psoríase. É conveniente evitar a carne vermelha, salsichas e ovos (gemas), de modo a diminuir a formação de agentes pró-inflamatórios. Os óleos vegetais, tais como o óleo de girassol, de milho de amendoim devem também ser evitados. O azeite é a gordura a priorizar.

Por outro lado, as frutas, legumes e grãos integrais fornecem antioxidantes, o que é benéfico para combater a inflamação.

Ácidos ómega 3 contra a psoríase

Enriqueça a sua alimentação com peixes com um alto teor de ómega-3, tais como sardinhas, salmão, cavala… Privilegie também os óleos ricos em ómega-3, entre os quais se incluem o óleo de linhaça e óleo de cânhamo. Estes óleos, à semelhança do peixe gordo, produzem um efeito anti-inflamatório forte, indispensável ​​no tratamento da psoríase. Sendo que também os suplementos naturais de Omega 3, são outra opção para tratar a psoríase.

Tente identificar os alimentos que possam agravar os sintomas, de modo a evita-los. Bem como outros possíveis fatores desencadeantes, onde se incluem o excesso de álcool, o tabaco e certos medicamentos. Também o stress tanto físico como mental pode promover o aparecimento da psoríase.

Vitamina D

Os últimos estudos feitos mostram que a suplementação de vitamina D pode trazer bons resultados no tratamento da psoríase.

Em qualquer caso só o médico é quem melhor pode indicar um tratamento para a psoríase.

ATENÇÃO: O nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Deve sempre consultar um médico ou um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.